segunda-feira, 5 de abril de 2010

E é por isto que nunca devemos desistir.

A felicidade é uma coisa que todos queremos, mas é também a mais difícil de obter.
Nada na vida é fácil, e todos os dias são como um jogo, um jogo que devemos vencer. Mas às vezes parece que as desigualdades se elevam e nos prendem, e é aí que perdemos as razões para nos continuarmos a esforçar, para continuarmos a tentar. E o 'escapar' agarra-nos pela mão e diz-nos para, simplesmente, deixarmos ir, e nós ouvimos. E desaparecemos, e o mundo deixa-nos para trás.
As nossas vidas tornam-se inacabadas, peças partidas de promessas não cumpridas, e nós somos cortados, bem lá no fundo, pelo pior dos arrependimentos, porque deixámos de tentar, sem nunca perceber que afinal, a felicidade estava mesmo à nossa frente, que bastava esticar o braço, talvez dar mais uns passos, para a alcançar. E se nós tivessemos simplesmente lutado para manter as nossas cabeças acima da água, se tivemos lutado com mais força para caminhar sobre uma estrada fria e completamente destruída nós teríamos encontrado um chão sólido, sonhos a voar, onde podiamos pegar num e concretizá-lo, e o amor, à espera, para penetrar a escuridão que até agora tinha estado sempre presente.
E é por isto que nunca devemos desistir.

Na vida podes fazer duas coisas, a coisa certa, e a coisa errada.
O que nunca podes fazer é nada.

2 comentários:

  1. Adoro , Adoro este texto !!!E concordo completamente com tudo o que dizes aí !
    Beijos

    ResponderEliminar